Posts

Melhor posição para segurar o bebê e evitar dor nas costas

Dicas práticas para carregar seu bebê sem ter dor nas costas

Uma das maneiras pelas quais nossa coluna pode ficar comprometida é manter posturas irregulares e repetitivas. E isso é algo que vejo os novos pais – com bebês pequenos – fazendo o tempo todo. Levanta, alimenta, muda de lugar, carrega, balança, troca a roupinha. Afinal, para manter o bebê alimentado, dormindo e feliz, vale praticamente tudo, certo?

Entretanto, a frequente necessidade de uma mão livre para usarmos nosso telefone, fazermos café, bebermos uma garrafa d’água, abrirmos uma porta, fazermos uma refeição etc. é uma das razões pelas quais adotamos essas posturas irregulares repetidamente. Segurar o bebê sempre com a mesma posição do quadril (geralmente, vejo mães com aquela clássica postura de jogar o quadril sempre para o mesmo lado para dar sustentação) pode acarretar numa futura de dor e queimação em sua lombar e também no meio das costas.

Quando o bebê ainda não tem o controle do pescoço e da cabeça, especialmente, é algo que torna tudo ainda mais desafiador para o corpo de pais e mães, já que é preciso apoiar sua cabeça de alguma forma, evitando qualquer lesão no pequeno. Assim, é natural que pais e mães “se virem nos trinta” para segurar o bebê e fazer suas coisas ao mesmo tempo, mas isso pode causar estragos sérios em seus músculos, articulações e na postura geral (e, portanto, na SAÚDE!).

Isto tudo vale para todos que passam muito tempo carregando um bebê para cima e para baixo – mães, pais, avós, cuidadores, babás. Abaixo, elenco algumas dicas para se evitar dores nas costas e melhorar sua postura enquanto carrega o bebê por muito tempo (algumas dicas também ajudam o desenvolvimento do bebê no processo!).

Dicas essenciais

Aqui estão algumas de minhas orientações e truques favoritos para ajudar você – e outras pessoas que estão carregando seus pequeninos – nesses primeiros anos:

1. Apoio do corpo cruzado (de bruços no seu braço)

Este método permite uma mão livre, ao mesmo tempo em que permite manter uma coluna vertebral neutra e ereta, a ativação adequada do core e oferece suporte completo para o bebê desde o pescoço até a pélvis. Ao usar este tipo de “suporte”, você pode até mesmo entrar em um agachamento profundo, curvar-se para pegar alguma coisa, cozinhar ou fazer uma refeição com o braço oposto!

Alternar os lados entre o braço direito e esquerdo é importante para manter ambos os braços fortes e equilibrados e utilizando os músculos centrais dos dois lados também.

2. Aconchego na região do peito

Com este método, o bebê deve ficar em pé, aconchegado contra seu peito, com a coluna paralela à sua. Isso distribui igualmente a força entre a parte superior do corpo e o core de quem o segura. Se o seu bebê ainda não puder se sentar sem apoio, é importante ter certeza de que sua cabeça está segura. 

Apesar de não te proporcionar uma mão livre, é ideal para situações como entrar e sair do carro, andar distâncias curtas (como do carro para a casa) ou quando eles estão dormindo e você quer um pouco de tempo extra de aconchego.

IMPORTANTE: é comum que essa seja uma posição em que o bebê durma. Assim, muitos pais se sentam em uma poltrona ou na cama e acabam adormecendo também. Nunca faça isso, pois o bebê pode assumir uma posição perigoso sem que você veja.

3. O milagre do sling

sling ajuda a coluna dos pais com bebês - chiropatiaDuas mãos livres? Sim, por favor! Envolver seu bebê no sling, pelo menos até que ele possa se sentar por conta própria, é o ideal. Para as mães, “vestir” os pequeninos com esse aparato é também a melhor forma de exercício de condicionamento e fortalecimento pós-parto, já que eles são um peso gradualmente crescente. Além disso, a posição favorece uma distribuição equilibrada de peso para você.

Por que isso é tão bom para o seu bebê? Em suma, o movimento constante e a sensação de ser transportado afetam o desenvolvimento neurológico e emocional do bebê de maneiras muito positivas.

Os bebês acabam passando mais e mais tempo com suas costas apoiadas. É uma extensa combinação de posições que utilizam apenas as costas do bebê: carrinhos de bebê, bebê conforto, berços, chiqueirinhos e balanços criaram um aumento da incidência de plagiocefalia, que é um achatamento de uma parte do crânio do bebê. Isso não é apenas uma preocupação estética, pois pode, além de outras complicações, causar comprometimento neurológico. O fortalecimento e desenvolvimento dos músculos do pescoço do bebê também podem ser prejudicados ou atrasados com muito tempo apoiado em suas costas. Assim, o uso do sling ou um acessório semelhante, mesmo que “caseiro”, ajuda a reduzir isso.

Importante salientar que nem todos os slings são iguais. É sempre fundamental que o responsável por segurar o bebê se concentre em manter um posicionamento adequado do quadril ao se sentar, ao se levantar e ao fazer quaisquer outros movimentos. Isso tudo para evitar problema futuros e sério, como uma displasia.

4. O truque para carregar o bebê conforto

Ouso afirmar uma coisa: você está carregando o seu bebê conforto da maneira errada durante todo o tempo. Quer ver? (se você não compreende muito bem a língua inglesa, não se preocupe, pois o vídeo é muito intuitivo e auto-explicativo):

Últimas considerações:

Sempre verifique sua postura ao longo do dia. Observe onde você está segurando a tensão. Respire profundamente pelo nariz, expire pela boca e deixe a tensão passar. A estabilidade do core é primordial quando se trata de transportar qualquer carga ou mover qualquer parte do seu corpo.

Parte do processo de tratamento da Chiropatia é examinar eventuais instabilidades e fornecer exercícios para fortalecer sua estabilidade central e espinhal, melhorar o funcionamento do seu corpo e evitar lesões. 

A Chiropatia é uma necessidade durante o primeiro ano pós-parto para ajudar você a manter uma coluna saudável e o sistema nervoso em pleno funcionamento mesmo com todas as mudanças fisiológicas acontecendo em seu corpo. À medida que o peso do seu bebê aumenta, o estresse da coluna aumenta também. Não podemos eliminar o estresse de nossas vidas, então, adaptar-nos aos fatores que motivam estresses físicos, químicos e emocionais da vida é o nome do jogo, e a Chiropatia ajuda você a fazer exatamente isso. 

Espero que você tenha aprendido, pelo menos, um novo truque que você possa implementar imediatamente ou compartilhar com alguém que você conhece e que poderia usufruir.

CLIQUE AQUI E AGENDE, POR WHATSAPP, SUA PRIMEIRA CONSULTA GRATUITAMENTE

Aviso: Este conteúdo não substitui o aconselhamento médico. São informações gerais que podem ou não se aplicar à sua condição ou circunstâncias. Por favor, consulte um profissional de Chiropatia para a avaliação da região lombar e/ou dor pélvica.

Eu sou o Flávio Calixto, doutor em Chiropatia pela Parker University (EUA) e fundador do Instituto Brasileiro de Coluna.

Instituto Brasileiro de Coluna

Rua Reinaldino Schaffenberg de Quadros, 997 – Alto da XV, Curitiba – PR, 80050-435

Telefone: (41) 3019-2888

Atendimento por WhatsApp, clique aqui